[Saúde] Enxaqueca e Reação Extrapiramidal: como é e porque ocorre!

17:55:00 Vivi Lemes 8 Comments

.
Olá amorezinhos, tudo bem?
No vídeo hoje resolvi dividir com vocês um problema super sério que tenho relacionado a minha enxaqueca e que a maioria das pessoas que sofrem disso nem sabem: se chama reação extrapiramidal.

O que é reação extrapiramidal com enxaqueca?

A reação extrapiramidal nada mais é do que uma reação vinda de remédios para enjoo como Plasil ou Haldol, comumente aplicados na veia de quem vai até o pronto socorro morrendo por causa de enxaqueca. Nesse vídeo contei como me sinto quando ocorre comigo e como fui descobrir que sou "contemplada" e posso sofrer desse problema.

Durante a dor mal conseguimos ter certeza de que ainda somos gente e não uma amoeba, então não passa pela cabeça questionar o que está sendo aplicado, principalmente porque ninguém nunca fala que isso pode acontecer!
Isso mesmo, o mais grave de tudo é que os médicos simplesmente ignoram a existência desta reação e não informam a ninguém da possibilidade de ocorrer, de modo que, assim que a dor começa a passar, ela vai sendo substituída por nada menos do que uma crise de pânico estarrecedora.


Como ocorre a reação extrapiramidal


Estes medicamentos que citei podem, em uma mínima parcela da população, afetar uma rede de neurônios em nosso cérebro chamada sistema extrapiramidal e que tem envolvimento com a coordenação dos movimentos. Por qualquer motivo mais científico do que o meu conhecimento pra explicar, começamos a ter sintomas muitíssimo semelhantes a crise de pânico como:
- agitação e vontade desesperada de fugir
- sensação de depressão profunda, como se a vida fosse uma enorme desgraça e todo mundo fosse morrer de forma terrível em breve, inclusive você (loko, eu sei, mas só falei verdades!!)
- falta de ar
- movimentos involuntários principalmente dos membros, lábios e boca (o que pode trazer problemas para falar)
- taquicardia
- vontade incontrolável de chorar (eu choro gritando, se um mexicano me visse, me levaria pra fazer novela)
- sono excessivo, mas não consegue dormir porque está desesperado
- impulsos de suicídio (eu disse que era sério)
Isso pra dizer o básico! :) Claro que você não necessariamente terá todos estes sintomas caso sofra do problema. Aliás, se você já passou pela reação extrapiramidal antes, tenho certeza de que agora você sabe o que aconteceu e lembra bem como foi pra você. Da mesma forma que, se você DESCONFIA que teve, então você não teve. Não tem como ter dúvida sobre um troço desse, eu garanto.
Mas o mais importante é que, caso você comece a sentir isso num dia que receber medicação na veia, ou mesmo quando tomar plasil ou haldol em comprimidos, fique calmo. Você sabe o que é, e sabe que vai passar, apenas respire fundo e se apega em Deus (buda, mãe natureza, eu lírico, qualquer coisa).

Quanto tempo dura a reação extrapiramidal com enxaqueca


A reação dura até 12 horas. Pra mim passa antes, e da última vez em que bobiei e fui até o pronto socorro por enxaqueca, quando comecei a ter os sintomas lembrei do problema e só fiquei encolhidinha chorando copiosamente por umas 4 horas a fio, consciente de que aquela depressão terrível ia passar.
O bom é que, quando a reação acaba, parece que o próprio Jesus desce num unicórnio dourado e te devolve o dom da vida: qualquer um que já passou por uma dor ou sensação terrível sabe como é bom quando passa!
E cadê os enxaquecados aqui do blog!? =D Deixe nos comentários se você sofre de enxaqueca e como faz quando a crise vem vindo e não tem muito pra onde correr! Também me conte por favor se você ou algum parente seu já passou por essa reação esquisita depois de tomar remédio pra enjoo, gostaria muito de saber que não estou sozinha nisso!! kkk
Aproveitem e se inscrevam no canal pra gente se ver mais vezes, tá? =D
Um bjo e até o próximo post!

8 comentários:

  1. Kkk eu ja passei por isso algumas vezes... mas a lista de remedios nao eh tao curta kkk... eis aqui alguns nomes que devemos evitar:
    Clonazepan
    Morfina
    Lexotan
    Plasil
    Bromoprida
    Cefalium
    Haldol
    Buscopan
    Cefaliv

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante! Obrigada pela lista!

      Excluir
    2. Vivi, a neuro me receitou rivotril ( clonazepam) p parar a síndrome da EXTRAPIRAMIDAL.
      Meu Deus, não entendi mais nada

      Excluir
    3. Passei pq isso hj essa noite foi a pior da minha vida e esses sintomas em mim demoraram pra passa, foi mais de 14hrs nessa angustia espero nunca mais passa por isso vou fica mais esperta quando procura um pronto socorro.

      Excluir
    4. Passei por isso hj com o digeplus , sensação horrível, só Deus

      Excluir
  2. Ótimo post! Quando liam a bula do meu remédio (Aristab) e sentia que estava grogue, com sonolencia e algum perigo eminente, não fazia ideia do que era essa tal de reação extrapiramidal. Depois fiquei dias procurando na internet, mas o seu texto foi o mais sucinto e que descreveu tudo o que eu senti.
    Infelizmente, como tomo remédios controlados não posso cortar o aristab, mas é útil saber que do plasil e não toma-lo achando que vai cortar o enjoo (eu tomei). Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu! Bom saber que meu texto te ajudou, fico realmente muito feliz! E sim, é bom que saibamos os efeitos negativos dos medicamentos, mesmo que não possamos deixar de tomá-los, porque assim na hora em que acontece ao menos sabemos de que se trata sem morrer de medo (não sei se vc me entendeu)! Bjss e obrigada por seu comentário! <3

      Excluir
  3. Tomei apenas dois comprimidos de digeplus, no primri6nao senti tanto mas no segundo quase morri! Tomei.logo um comprimido de clonazepan e estou melhor graças a Deus! Obrigada pelas suas explicações

    ResponderExcluir